“Pelo crescimento do mercado de música indie paraense”: essa é a motivação dos profissionais por trás do selo Urtiga, um dos poucos do gênero em atividade na capital do estado.

Criado em 2018 pelo músico Fil Alencar e pelos jornalistas Isabella Moraes e Gustavo Aguiar, o selo de música independente Urtiga nasceu com o propósito de ajudar a profissionalização do mercado paraense.

A Urtiga faz a distribuição digital de artistas independentes do estado do Pará e trabalha para que esses artistas consigam cada vez mais público. Foram mais de 100 faixas lançadas nos últimos dois anos, de cerca de 20 artistas diferentes, como Sammliz, Marisa Brito, Pratagy, Dois na Janela, Noturna, Kikito, Joana Marte e mais. Além dos lançamentos, o selo oferece consultoria gratuita de marketing e comunicação para ajudar esses artistas a impulsionar suas carreiras.