Chuva das Três lança single existencialista “Outro Eu”

A banda começa um novo momento da carreira, prometendo bastante conteúdo nas redes sociais e abrindo caminho para o primeiro disco.


Imersos em reflexões sobre os tempos líquidos e o crescimento do individualismo do ser humano, a banda paraense Chuva das Três escreveu “Outro Eu”, single que lança nesta sexta-feira, 15 de maio, pelo selo Urtiga. 

A música, essencialmente rock, fala sobre falta de empatia, principalmente com os últimos acontecimentos que levaram à mudança completa da vida no mundo. “Vemos claramente toda essa insensibilidade perante familiares que estão perdendo seus entes, que estão sem amparo algum, e diminuir essas dores para meros objetos reflete inteiramente a perspectiva que levou a criação da música”, reflete Felipe Alves, escritor da canção. 

“É um sentimento egoísta intrínseco nas relações humanas da modernidade. Isso é visível no dia-a-dia, seja no trabalho, escola, ou até no próprio convívio familiar. E deixamos de refletir amplamente, quem realmente somos neste universo todo, algo insignificante perante todo o imensurável desconhecido mundo afora. “

debate Felipe, sobre a falta de empatia nos tempos modernos.

Tendo seu primeiro single lançado em 2017, “Vozes de Mim, Eu Quero Paz”, e o primeiro EP, ‘Inconsciente”, em 2018, a Chuva das Três reservou 2019 para ocupar os palcos e levantar fundos para os próximos trabalhos. No ano passado, a banda produziu o evento “Discai Penoso”, reunindo grupos como Móbile Lunar, Steamy Frogs, Cout, Enfim Nós, Lótus Áurea e Cazimi, que ajudaram a reunir o financiamento necessário para gravar o single “Outro Eu” e iniciar os trabalhos do primeiro disco.

Após o lançamento do single,  a banda irá liberar diversos conteúdos que têm preparado, como forma de contribuir com entretenimento da quarentena, enquanto preparam os próximos lançamentos. Além do primeiro álbum que está em fase de pré-produção, a Chuva das Três promete um novo single em breve. “Estamos loucos pra que tudo isso passe e voltemos logo aos palcos! Com certeza é o desejo de todo músico, a saudade do calor e das energias transmitidas nos shows tá grande demais”, prospera Felipe.

ACOMPANHE A BANDA

0 I like it
0 I don't like it

(Jornalista)

Gustavo é jornalista e gerente de comunicação do selo Urtiga.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *