"Promar" - Liège

“Promar” reflete sobre partidas, recomeços, fortalecimentos e desapego, metaforizando tais fases da vida com o movimento do mar. Retrata também o poder curativo do mar, lavar a alma, curar dores e fazer chegar o novo. Estar sempre em movimento, seja calmo ou revolto. O mar ativa o refletir, o deixar ir, o renascer.