Mergulhamos no universo caótico de Kikito em novo clipe

“A felicidade só vive em quem se afoga dentro de si mesmo”, é o refrão que gruda na nossa cabeça e nos ajuda a entender não apenas o conceito do clipe, mas também o fio condutor de todo o álbum que tá chegando.

‘Felicidade’ é o single-clipe que abre caminho para o primeiro álbum do cantor.

Foto de destaque: Tereza e Aryanne

Em meados de julho, num dia que seria jogo do Brasil na Copa, se a seleção não tivesse perdido na semana anterior, o menino Luiz Henrique, mais conhecido como o cantor Kikito, chegou no estúdio das fotógrafas Tereza e Aryane às 14h e, de lá, só saímos por volta das 18h. Durante essas quatro horas, fomos apresentados ao universo caoticamente sombrio e reflexivo do Kikito, momento que foi captado pra representar o clipe de ‘Felicidade’, single do primeiro álbum homônimo do cantor.

Se ainda não conheces o Kikito, tudo bem, porque tás chegando em um ótimo momento pra isso. Durante os próximos meses, Kikito tem uma série de lançamentos previstos, entre disco e clipes, além de diversos shows por Belém. O rapaz de 21 anos faz um indie rock com uma base instrumental que tem um pé bem firmado no experimentalismo.

Confesso que já tô doida pro álbum sair oficialmente e colocar nas minhas playlists [off: já dei uma ouvida e tá muito massaaa]. Mas enquanto não sai, dá uma ouvida no novo single e nas músicas “Olhos”, “Aquela Velha Canção” e “Som” que já estão disponíveis nas plataformas de streaming, pra sentir um gostinho do que vem por aí.

Agora que já te dei as coordenadas pra começar a ouvir o som dele, deixa eu te contar um pouco desse novo clipe que tá quentinho aí pra assistires e que eu pude acompanhar de perto. O clipe teve a direção do fotógrafo  Christian Oliveira que traz um olhar cru sobre um momento de livre expressão artística e corporal do Kikito, foi como se estivéssemos assistindo o cantor entrar dentro de si mesmo, e as imagens ficaram lindas. A edição dos efeitos inspirados na estética glitch dá o tom frenético e inconstante dos conflitos internos que Kikito nos permitiu assistir, e foram feitos pelo próprio cantor como finalização da sua obra.

“A felicidade só vive em quem se afoga dentro de si mesmo”, é o refrão que gruda na nossa cabeça e nos ajuda a entender não apenas o conceito do clipe, mas também o fio condutor de todo o álbum que tá chegando. Vou deixar o próprio Kikito explicar melhor essa parte pra vocês:  

Acho que uma das inspirações mais importantes a se pontuar em relação ao clipe, é que eu me simpatizo muito com a ideia das realidades compartilhadas, que também chamam de realidades paralelas. Onde várias situações, dimensões e possibilidades acontecem ao mesmo tempo e todas afetam de alguma forma no prisma em que vivemos. E podemos ficar transitando entre esses prismas, ou universos e possibilidades, dependendo das nossas ações. O clipe também induz a ideia do quanto nós somos minúsculos grãos de areia nesse universo, e como ao mesmo tempo que somos tudo, também somos nada. –Kikito


0 I like it
0 I don't like it

Isa é jornalista e gerente de distribuição do selo Urtiga.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *